Fifa Manager Brasil
Você não está logado

FAVOR FAZER O LOGIN CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO
Conectar-se

Esqueci minha senha

Acesso Rápido


Últimos assuntos
» ESTÁDIOS BRASILEIROS DOWNLOAD
Dom 18 Nov 2018, 14:12 por Mateus Sck

» FIFA Manager 14 - Better Brazil Mod 2013-14
Ter 06 Nov 2018, 09:12 por Matheus Bastos Nunes

» Saudades desse fórum!!!
Sab 03 Nov 2018, 18:33 por RafaFCM

» Alguém ainda joga?
Sex 05 Jan 2018, 10:46 por Lourenço Neto

» Superpatch Portugal?
Sex 29 Set 2017, 17:36 por Dialectus

» Fifa Manager 08
Qui 21 Set 2017, 20:06 por Lourenço Neto

» Traduçao fifa manager 10
Dom 06 Nov 2016, 09:34 por autyyww

» Tottenham Hotspur
Dom 23 Out 2016, 14:08 por pdr98

» Tradução do Fifa Manager 08 ( Alguém tem ? )
Sab 02 Jul 2016, 22:58 por murilohim

» Super Patch Brasil
Dom 19 Jun 2016, 20:03 por holademo

» O Fim :(
Ter 05 Abr 2016, 20:26 por Lourenço Neto

» TODA MINHA HERANÇA DE EDIÇÃO DEIXO A VOCÊS...
Ter 05 Abr 2016, 20:03 por Lourenço Neto

»  ESTÁDIOS FIFAM
Sab 12 Set 2015, 16:39 por Okgha

» FIFA 11 melhora o Fifa Manager 11?
Sab 04 Jul 2015, 16:57 por leobotafoguense

» Como adicionar as Flags e as Bandeiras
Ter 23 Jun 2015, 08:26 por Ritch Silveira

Facebook
Palavras chave

pach  estaduais  


O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por Christian Vieri em Qua 11 Jan 2012, 13:43

Ótima campanha que vem realizando lukbm!!!

Parabéns e boa sorte!

_________________

Deus perdoa, Christian Vieri não!



avatar
Christian Vieri
Administrador
Administrador

Mensagens : 3898
Data de inscrição : 23/01/2010
Idade : 36
Localização : Campinas-SP

http://www.fifamanagerbrasil.com/t3602-fc-heineken-amsterdam#620

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:06

A torcida vascaína via nascer no início da temporada 2010/2011 a nova versão da “SELEVASCO” por conta do elenco de estrelas montado pela diretoria através do gerente e técnico Lucio Menezes Jr. e acompanhou o time na “CRUZADA PELAS AMÉRICAS” onde sonhavam novamente com o bicampeonato da competição – o Vasco foi campeão da Libertadores em 1998. Em seu grupo ainda estavam os argentinos Ginmasia de La Plata, Lanús e ainda o Club Aurora da altitude boliviana.
No jogo de estréia, em São Januário, o clima era o mais favorável possível, pois o Vasco contava com quase todos os seus titulares, ausentando-se somente o zagueiro Leandro Desabato. O time jogou bem, mas esbarrava na ansiedade do primeiro jogo e não conseguia converter as jogadas em gols. A partida só saiu do zero aos 27 minutos do segundo tempo depois do escanteio cobrado por Juninho Pernambucano que encontrou a cabeçada do zagueiro Thiago Sales, que entrou exatamente na vaga de Leandro Desabato. O jogo terminou 1 x 0 e os três primeiros pontos conquistados.
A segunda partida aconteceu em La Plata na Argentina e o time cruzmaltino começava a dar sinais de problemas no entrosamento e fundamentos como a conclusão a gol da mesma forma que na Copa do Brasil, pois acabou perdendo para o Ginmasia por 2 x 1 com o jogo decidido todo no primeiro tempo onde os donos da casa abriaram o placar aos 13 minutos com o atacante Denis Stracquarlusi (É esse mesmo o sobrenome dele!) e aumentando aos 30 minutos com o meio-campo Dardo Miloc. Juninho Pernambucano diminuiu aos 34 minutos e deu números finais à partida que teve Fred perdendo gols incríveis, incluindo dois cara a cara com o goleiro em que não concluiu a tempo e deu oportunidade do arqueiro Limia ficar com a bola.
No terceiro jogo a inconstância ficou mais notória, pois o Vasco não saiu de um empate em 1 x 1 com o Aurora da Bolívia em pleno São Januário com Bordagaray, que ganhou a posição de Fred, abrindo o placar aos 25 minutos do primeiro tempo pegando rebote depois de um chute dado por Luis Fabiano e espalmado pelo goleiro num jogo sonolento em que nem o intervalo e o fator motivacional no vestiário adiantaram. O Vasco apático do primeiro tempo apagou no segundo e o Aurora empatou aos 20 minutos ficando assim até o final. A diretoria já estava muito preocupada com o futuro da equipe na competição por tudo que fora investido até então. A semana foi tão ruim para o clube que na seqüência deste empate o Gigante da Colina perdeu o segundo jogo final e o campeonato para o Fluminense no Cariocão.
Reuniões de emergência foram marcadas, bem como, incentivos financeiros prometidos à equipe e a decisão de deixar Fred no banco. Chegou o quarto jogo e justamente contra o mesmo Aurora do empate na partida anterior, só que agora em Cochabamba. E as estratégias deram resultado: Aurora 0 x 6 Vasco com nada menos que três gols de Fabian “Edmundo” Bordagaray, dividindo o placar com Willians, Alecssandro – que entrou durante o intervalo no lugar de Luis Fabiano – e Matias Arce. A vitória deu a liderança do grupo ao Vasco porque o Ginmasia perdeu para o Lanús e ambos somavam sete pontos, mas o Vasco tinha saldo de gols maior.
E na quinta partida a liderança se consolidou, pois o cruzmaltino venceu o Ginmasia por 1 x 0 em São Januário. Adivinham com gol de quem? Fabian Bordagaray, sempre ele! – A esta altura Juninho Pernambucano dizia em tom de brincadeira que estava ficando preocupado com o fato da torcida começar a gritar o nome do atacante argentino ou invés do dele na música: “CONTRA O RIVER PLATE, SENSACIONAL! GOL DE QUEM?”... Do Juninho ou Bordagaray?!
Na sexta e última partida da fase de grupos, mesmo com a vitória do Ginmasia sobre o Aurora, bastou ao Vasco um empate em 1 x 1 com o Lanús em Buenos Aires, gols de Willians e Santiago Salcedo, para terminar na frente com 11 pontos contra 10 pontos do time de La Plata.





Última edição por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:13, editado 2 vez(es)

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:11

Christian Vieri escreveu:Ótima campanha que vem realizando lukbm!!!

Parabéns e boa sorte!



Obrigado, meu amigo! Saiba que você foi o estopim que faltava para eu postar uma carreira. Vontade eu tinha desde os tempos do TCM TOTAL, mas nunca consegui realizar o sonho. Vendo o seu excelente e empolgante trabalho diante dos "GRIFFONES", não resisti e comecei a relatar a carreira que vinha jogando no FM 2010 a alguns meses...

Se hoje estou aqui, o aporte final deve-se a você! OBRIGADO e continue emocionando o nosso fórum com a sua campanha, "italiano"!


Valeu

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:15

Os times brasileiros nas oitavas de final da Libertadores foram:

O Internacional como primeiro colocado do grupo B, mesmo grupo onde estavam Sporting Cristal do Peru e Santos Laguna do México ficando, inexplicavelmente, o Santos de Neymar e Ganso em terceiro sendo eliminado da competição.
O Vasco da Gama como primeiro colocado do grupo C e Corinthians como segundo colocado do grupo D completavam a presença verde e amarela na disputa pelas Américas.
E foram os dois últimos que se cruzaram nesta fase! O “HERÓICO PORTUGUÊS” enfrentou o “CORINGÃO” em dois jogos memoráveis, onde no primeiro jogo no Pacaembu brilhou o “Mitológico” zagueiro Dedé com dois gols, um logo aos 03 minutos de jogo e outro já na segunda metade aos 29 minutos, onde na mesma etapa complementar o atacante Souza do Corinthians diminuiu aos 39 minutos e o atacante e oportunista, Eltón, que acabara de entrar no lugar de Luis Fabiano, fez o ultimo gol do jogo: 3 x 1 para o Vascão em São Paulo!
No jogo de volta em São Januário o Vasco dominou o tempo inteiro, não dando chances ao Timão para reverter o resultado negativo. Tanto que aos 22 minutos do primeiro tempo o Gigante da Colina abriu o placar com o indispensável Fabian Bordagaray após boa jogada de Luis Fabiano que tocou para o argentino na pequena área somente para completar para o gol do jovem goleiro Renan que nada pode fazer. Nem o gol do volante Paulinho para o Corinthians desanimou a equipe que voltou muito bem para o segundo tempo, manteve o ritimo e depois de um belo passe de Juninho Pernambucano a torcida vibrou com mais um gol de Bordagaray aos 42 minutos do segundo tempo, terminando com qualquer esperança do Timão. Com o placar de 2 x 1, o time do Rio de Janeiro carimbou a passagem para as quartas de final, sendo o único brasileiro vivo na competição já que o Internacional foi eliminado pelo San Lorenzo da Argentina perdendo os dois jogos por 1 x 0 fora e 3 x 2 no Beira Rio.





Última edição por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:21, editado 1 vez(es)

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por Christian Vieri em Qua 11 Jan 2012, 14:20

lukbm escreveu:
Christian Vieri escreveu:Ótima campanha que vem realizando lukbm!!!

Parabéns e boa sorte!



Obrigado, meu amigo! Saiba que você foi o estopim que faltava para eu postar uma carreira. Vontade eu tinha desde os tempos do TCM TOTAL, mas nunca consegui realizar o sonho. Vendo o seu excelente e empolgante trabalho diante dos "GRIFFONES", não resisti e comecei a relatar a carreira que vinha jogando no FM 2010 a alguns meses...

Se hoje estou aqui, o aporte final deve-se a você! OBRIGADO e continue emocionando o nosso fórum com a sua campanha, "italiano"!


Valeu

Nossa Lukbm, meu muito obrigado pelas palavras!

Não sabia não, mas fico muito feliz em saber.

Que bom que esta postando sua carreira, acho que poderíamos ter muito mais carreiras aqui no fórum, o que falta para a galera é vontade, coragem para continuar postando sem ninguém comentar e uma meta a seguir.

Mais uma vez obrigado pelas palavras!

Beleza

E boa sorte!!! Boa Sorte

_________________

Deus perdoa, Christian Vieri não!



avatar
Christian Vieri
Administrador
Administrador

Mensagens : 3898
Data de inscrição : 23/01/2010
Idade : 36
Localização : Campinas-SP

http://www.fifamanagerbrasil.com/t3602-fc-heineken-amsterdam#620

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:30

Na semifinal o Vasco da Gama encarou o Huracan da Argentina que nunca tinha chegado tão longe na competição e eliminara o Santos Laguna do México em uma incrível goleada por 4 x 1 fora de casa, porém perdendo em Parque Patrícios por 3 x 2.
No primeiro jogo, na Argentina, Luis Fabiano pecava muito perdendo gols incríveis e dando azar em outros, como quando o zagueiro Kevin Cura salvou o que seria um gol certo em cima da linha aos 11 minutos do primeiro tempo, mas a sorte mudou quando o Fabuloso recebeu uma bola do meia direita Jean, entrou na área e bateu na saída do goleiro Gastón Monzon que só pode observar a rede balançando aos 36 minutos. Fim do primeiro tempo!
Na segunda parte, logo aos doze minutos o jovem atacante Leandro Banegas empata a partida numa bobeada da defesa que não marcou o rebote de Fernando Prass depois de um chute do atacante Julio Aguilar. A partida terminou 1 x 1 e à torcida só restou a espera de dias melhores na partida em São Januário.
Na segunda partida, o Vasco jogava em casa e com o estádio lotado a equipe era só confiança! E foi só isso mesmo que eles viram, só que por parte do Huracan que defendia com solidez e atacava com eficiência o que culminou aos 22 minutos do primeiro tempo no gol do veterano atacante de 33 anos Gustavo Balvorin.
O fato acordou o Vasco que via a oportunidade de chegar à final escapar em casa. O time mudou a postura, com Lucio Menezes Jr. mandando o time ao ataque colocando mais um atacante em campo já que jogava com Luis Fabiano e Fred. O escolhido foi Fabian Bordagaray e isso deu ritmo ao setor pela habilidade, velocidade e capacidade em divididas de bola do argentino, que acabou fazendo a diferença, pois foi dele o passe para o primeiro gol em jogada pela direita encontrando o Fabuloso livre para marcar aos 34 minutos e alívio imediato na nação vascaína. Mas o delírio maior aconteceu aos 39 minutos do primeiro tempo quando Juninho Pernambucano cobrou escanteio, Fred cabeciou para o gol na direção de Gastón Monzon que se posicionou para agarrar e Luis Fabiano desviou a trajetória da bola, tirando-a do alcance do goleiro. 2 x 1 para o Vasco da Gama no fim do primeiro tempo e assim permaneceu até o fim do jogo. O Gigante da Colina chegava novamente em uma final de Libertadores 13 anos depois da primeira conquista!




_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:45

O jogo da final da Libertadores foi rodeado por fatos emblemáticos que trouxeram um tempero a mais à disputa! Não era para menos, pois se tratava de Vasco x San Lorenzo
Alguns jogos históricos entre as equipes davam um tom mais do que decisivo à partida, já que Vasco e San Lorenzo se enfrentaram pela antiga Copa Mercosul em 2000 em dois jogos ganhos pelo cruzmaltino que contava com Romário que fez três gols e Juninho Pernambucano, ainda no início da promissora carreira, que fez um que fez um e que agora era o líder e capitão da esquadra. Essa mesma Mercosul em que o Vasco foi campeão na Memorável virada por 4 x 3 sobre o Palmeiras, no Estádio Palestra Itália. Para o lado da equipe argentina, a classificação para a final da Libertadores da temporada passada, eliminando o Vasco com uma vitória apertada por 2 x 1 no bairro de Flores em Buenos Aires e uma derrota no Rio de Janeiro por 3 x 2 que colocou-os no jogo decisivo pelo saldo de gols depois de estar perdendo de 3 x 0 no primeiro tempo. Perderam a final para o Nacional do Uruguai e teriam, agora, mais uma chance de tentar conquistar o título inédito. Ao time da Colina histórica outra oportunidade de conquistar o bicampeonato. Além destes fatores, outro elo ligava os adversários: Fabian Bordagaray, que apareceu para o futebol pelo San Lorenzo, mas que agora é ídolo no Vasco da Gama, comparado a uma das lendas do Gigante da Colina, o atacante Edmundo, inclusive com este nome incorporado ao seu pela torcida! – “Não me sinto pressionado ou intimidado em campo. Na verdade me sinto melhor agora jogando no Vasco da Gama do que no passado pelo San Lorenzo.” disse Bordagaray
E era este o clima para a grande final da Copa Libertadores da América, encarada pelo Vasco como uma verdadeira cruzada desde o início da temporada e foi colocado pelo técnico Lucio Menezes Jr. como os jogos mais importantes do ano!





* Bordagaray em entrevista a televisão argentina: "...me sinto melhor agora jogando no Vasco da Gama"

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 14:54

O primeiro deles seria na Argentina, em um estádio com capacidade para mais de 40.000 pessoas e que, claro, estaria lotado por torcedores de “Los Cuervos” – alcunha do time argentino – apoiando sem parar o clube.
E o clima era de alta pressão sobre a equipe vascaína, que teve o ônibus “perseguido” pelos argentinos até o estádio com ofensas e pedras, fazendo com que a polícia tivesse muito trabalho. Até no aquecimento os jogadores tiveram que ser protegidos por escudos na entrada e saída de campo!














A partida começou com uma pressão absurda do San Lorenzo que contava com o meia e atacante de 36 anos Killy Gonzáles, ex Valência da Espanha e Inter de Milão, além de Leandro Romagnoli, ex Sporting de Portugal. Junto a estes ainda se destacavam o zagueiro Jonathan Bottinelli, irmão do meia Bottinelli do Flamengo, o meia Diego Rivero, o excelente volante Juan Manuel Torres e o atacante Emiliano Alfaro, que fizera um dos gols que eliminaram o Vasco nas quartas de final da Libertadores de 2009/2010.
Os argentinos colocaram duas bolas na trave de Fernando Prass e só não abriram o placar no primeiro tempo porque o zagueiro vascaíno Matias Arce marcava de perto Emiliano Alfaro roubando-lhe a bola em quase todas as divididas.
O Vasco limitava-se a passes longos ao ataque através de Juninho Pernambucano, municiado pelas roubadas de bola do volante Willians e o meia direita Jean. Algumas dessas bolas encontravam Luis Fabiano e Fred. Porém os dois estavam sem muita inspiração na etapa inicial. Terminou o primeiro tempo em 0 x 0.
Na segunda etapa, o panorama melhorou um pouco para o time brasileiro, que começou a encaixar melhor as jogadas com Luis Fabiano, mas Fred estava apagado, limitando-se a disputar as bolas cruzadas na área e perdendo todas para Jonathan Bottinelli, enquanto Fernando Prass se via muito ocupado com os chutes de Rivero e Romagnoli e contando com a sorte em um deles que foi espalmado, sobrou livre para Alfaro e este chutou para fora por estar pressionado por Dedé.
Até que aos 43 minutos do segundo tempo, Fabian “Edmundo” Bordagaray, substituto de Fred, recebeu um toque de gênio do maestro Felipe na entrada da área, livrou-se do zagueiro Danian Aguirre e mandou a bola para o fundo da rede do goleiro Nereo. Não houve tempo para mais nada e o fim da partida decretou 1 x 0 para o Gigante da Colina fora de casa e uma vantagem razoável para o jogo da volta.

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 15:50

Uma semana depois os times chegaram à segunda partida em São Januário com uma forte tendência a escreverem a história de uma grande final na competição das Américas.




* Procura por ingressos agitada durante a semana em São Januário



O DIA DA BATALHA FINAL CHEGOU!!!















* Torcida lota a Colina Histórica na final


_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qua 11 Jan 2012, 15:51

E o Vasco, apoiado pela sua IMENSA TORCIDA e debruçado na vantagem da vitória anterior, começou o jogo administrando o meio campo com Juninho Pernambucano, Felipe, Jean e Willians porque o San Lorenzo veio disposto a fazer de tudo para reverter o resultado a seu favor.

De tanto se jogarem a frente, os argentinos deram espaço ao ataque Vascaíno e aos 26 minutos do primeiro tempo, o artilheiro Fred, que vinha de uma temporada instável por conta da disputa por vaga com Fabian Bordagaray, se jogou em direção da bola, arrematando um rebote do Goleiro Nereo depois de chute dado por Luis Fabiano. 1 x 0 e a torcida gritava: “VOU TORCER PRO VASCO SER CAMPEÃO, SÃO JANUÁRIO, MEU CALDEIRÃOOOOOO!”
Vantagem aumentada e jogando em casa, uma excelente combinação para o Vascão chegar a conquista... E assim acabou o primeiro tempo.
As equipes voltaram para a etapa final e o que se viu foi o San Lorenzo apertar a saída de bola, tanto que as jogadas pelo meio campo cruzmaltino já não saiam mais talvez pelo cansaço de Felipe e Juninho Pernambucano. E assim, aos 23 minutos do segundo tempo, Emiliano Alfaro diminui para os argentinos depois da bobeada de Matias Arce que perdeu a bola e propiciou o gol: 1 x 1.
O Vasco nem se assustou tanto, pois ainda possuía a vantagem de poder empatar e manteve as jogadas pelo meio mesmo com Juan Manuel Torres ganhando quase todas as bolas. E isso foi extremamente perigoso ao objetivo do cruzmaltino, pois dava ao San Lorenzo várias possibilidades de contra ataques. Aos 28 minutos da etapa complementar, depois de substituir Killy Gonzáles, Axel Fernando Juares (um jovem meia argentino de 20 anos criado nas bases do San Lorenzo), chutou da intermediária e contou com uma falha incrível de Fernando Prass que tentou agarrar a bola e acabou deixando-a passar por entre seus braços e entrar no canto. 2 x 1 para o San Lorenzo e desespero vascaíno em São Januário que via o título passar para o adversário depois da virada inesperada.
A esta altura, já não restava mais nada ao técnico Lucio Menezes Jr. do que mandar a equipe ao ataque como já fizera no jogo contra o Huracan pelas semifinais. Tirou os laterais Diego Renan (pela esquerda) – Kleber havia se machucado durante a temporada – e Léo Moura (pela direita), adicionou mais um zagueiro à defesa vindo a ser Leandro Desabato e colocou um terceiro atacante, Fabian Bordagaray, para aumentar o poder ofensivo que já contava com Luis Fabiano e Fred.
O San Lorenzo, jogando nos erros do meio de campo, principalmente com Willians que, visivelmente nervoso, tocava de forma errada dando presentes a Romagnoli e Alfaro, que perdeu uma claríssima chance de gol cara a cara com Fernando Prass aos 35 minutos, o que faria com que os argentinos colocassem as duas mãos na taça naquele momento.
Mas a mudança tática aplicada pelo revolucionário Lucio Menezes Jr. daria uma nova esperança à calada e atônita torcida cruzmaltina: Aos 40 minutos do segundo tempo, depois de um cruzamento do meia direita Jean, a bola cruzou toda a área e encontrou Felipe na esquerda. Novo cruzamento e bola no peito de Luis Fabiano que tocou para Bordagaray chutar de frente para o goleiro Nereo que espalmou nos pés do criticado Fred que só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes alucinando a torcida vascaína: “O FRED VAI TE PEGAR, O FRED VAI TE PEGAR!!!!” – Na comemoração, o Presidente Roberto Dinamite prometeu colocá-lo no Hall da Fama no término da temporada.
E pegou mesmo... Término de partida , Vasco 2, San Lorenzo 2 e o empate dramático deu ao Machão da Gama o bicampeonato da Copa Libertadores. A cruzada pelo continente havia acabado, fazendo a IMENSA TORCIDA VASCAÍNA BEM FELIZ!








* O Capitão Juninho Pernambucano, campeão em 98, ergue a Taça Libertadores pela segunda vez





* Dedé, o Mito, é carregado pelos torcedores segurando o objetivo da temporada




* O Presidente Roberto Dinamite na Volta Olímpica com a Taça Libertadores




* O Fabuloso, Luis Fabiano com o "Zeca da Colina", Léo Moura na festa de comemoração do título




* O atacante e artilheiro da final da Libertadores, Fred, ganha o João Sorrisão do Globo Esporte!



Última edição por lukbm em Qui 12 Jan 2012, 19:46, editado 3 vez(es)

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por Facks em Qua 11 Jan 2012, 21:08

IIIhhhh só da vasco êÊÊÊê bota.......

Dalê Vasco dalê vasco seremos campeões!


Aaaaaaah Luicio Menezes!!!


Que campanha, que time.... Que final!!!
avatar
Facks
Administrador
Administrador

Mensagens : 1978
Data de inscrição : 30/04/2010
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

http://www.fifamanagerbrasil.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qui 12 Jan 2012, 05:36

Facks escreveu:IIIhhhh só da vasco êÊÊÊê bota.......

Dalê Vasco dalê vasco seremos campeões!


Aaaaaaah Luicio Menezes!!!


Que campanha, que time.... Que final!!!



"- É graças ao apoio desta torcida que fazemos o nosso trabalho. Com um suporte como este, tudo o que temos que fazer é dar o nosso melhor em campo! Só temos a agradecer..."

* Lucio Menezes Jr. Gerente e Técnico do Vasco da Gama em entrevista à Rádio Tupi ao término da final da Libertadores

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por Facks em Qui 12 Jan 2012, 19:46

Luk, não acha que o Fred ficou muito pressionado no Brasileiro, marcando poucos gols, não rendeu o que esperava....

Ele está insatisfeito por ter uma grande concorrência??
avatar
Facks
Administrador
Administrador

Mensagens : 1978
Data de inscrição : 30/04/2010
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

http://www.fifamanagerbrasil.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Qui 12 Jan 2012, 19:58

Facks escreveu:Luk, não acha que o Fred ficou muito pressionado no Brasileiro, marcando poucos gols, não rendeu o que esperava....

Ele está insatisfeito por ter uma grande concorrência??



Talvez sim... O Fred chegou a fazer grandes jogos, mas enfrentou uma crise profunda durante a temporada perdendo gols incríveis!

Quando o contratei, foi uma dura decisão a de deixar o Fabian Bordagaray no banco já que ele se encaixou muito bem na equipe, tanto é que ganhou o apelido de "EDMUNDO", porém o Fred da temporada anterior no Fluminense tinha me dado tanto problema que decidi colocá-lo como titular!

Com a performance do Fredgol em baixa em 2010/2011, o Bordagaray, mesmo reserva, jogou várias partidas e como sempre não decepcionou... Se o Fred se sentiu pressionado, ele não me disse nem pessoalmente, nem nas discussões abertas.

O que vale é que quando precisamos dele, ele estava lá na final da Libertadores. E ainda figurou na equipe titular final do Vasco da Gama ao término da temporada, como você verá nas minhas próximas postagens.


Obrigado por acompanhar a carreira! Acho que vou te apelidar de "TORCEDOR TWITTER" já que segue o Vascão por aqui!


Valeu

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 21:48

2 – ANÁLISE GERAL E RESUMO TÉCNICO DA TEMPORADA 2010/2011





2.1 – ANÁLISE FINAL DO ELENCO 2010/2011






EQUIPE RESERVA







Na meta vascaína durante toda a temporada figurou o ídolo e excepcional Fernando Prass que se consolidou como um dos melhores goleiros da história do Vasco e ainda ganhou lugar na Seleção Brasileira. Ele só se ausentou do ofício nas duas semanas finais da temporada por conta de uma lesão dando espaço para Tiago que era seu reserva direto. Não havia terceiro goleiro na equipe porque o técnico Lucio Menezes Jr. entendia que seria um ônus sem necessidade, visto que, teria que pagar salário ao jogador e em caso de emergência poderia utilizar o bom goleiro dos juniores César, adquirido do Flamengo.

Na zaga a titularidade na posição pela direita era do “Mito” Dedé e pela esquerda do argentino Matias Arce, ambos podendo ser substituídos pelo ambidestro e experiente Leandro Desabato, Renato Silva pela direita ou Thiago Sales pela esquerda. Quando houve necessidade, o jovem zagueiro Jomar entrou muito bem pela direita. Pela pouca idade e inexperiência, o recém promovido dos juniores, o destro Marcelo, apesar da sua capacidade, mostrou falta de confiança nos jogos em que foi escalado e ficou fora em quase todos os jogos, nem figurando no banco de reservas. O outro jovem zagueiro promovido na temporada, João Alves foi emprestado ao CRB de Alagoas.

Nas laterais, Léo Moura jogou quase a temporada inteira como titular sendo substituído somente em caso de cansaço por Fagner e às vezes pelo ambidestro Diego Renan, quando Kleber, pela esquerda, não estava exausto ou lesionado. Neste caso, Diego Renan atuava muito bem na canhota, onde acabou ganhando a posição de Kleber no fim da temporada, aparecendo como titular no elenco final.

No meio campo e pelo sistema tático atuante em quase toda temporada com somente um volante, o titular absoluto permanecia o canhoto Willians, que quando havia necessidade pela mudança tática, fazia dupla com o “ogro” Eduardo Costa, que atuava pela direita. O meia direita Jean, por suas características, jogou como volante pela direita em algumas ocasiões, mas o substituto direto de Eduardo Costa era o jovem Rômulo. O bom volante Henrique, contratado no início da temporada para reforçar o setor fazendo dupla com Willians ou substituí-lo diretamente se houvesse necessidade, teve duas lesões graves na temporada, onde na primeira ficou oito semanas (dois meses) no departamento médico com uma ruptura do ligamento médio e depois duas semanas por um rompimento fibrilar, o que o fez perder parte dos jogos disputados no ano, não conseguindo dar seqüência confiável nas suas apresentações.

Na meia direita, Jean era o titular atuando muito bem na armação do contra-ataque, pois quando o volante Willians não roubava a bola do adversário, lá estava Jean para fazer as vezes – o que o fez jogar como volante pela direita em algumas ocasiões. Com muito bom drible e finalização regular marcou alguns gols, mas o cabeceio é o que o marcou na temporada, principalmente nos arremates provenientes de escanteio. Seu reserva direto era Diego Souza, que não conseguiu se firmar na posição novamente em sua segunda temporada no Vasco da Gama e dividiu atenções com Fellipe Bastos, que marcou três gols no ano contra somente um de Diego. Em algumas ocasiões nem Diego Souza e nem Fellipe Bastos deram conta do recado, fazendo o técnico Lucio Menezes Jr. buscar solução de qualidade em Léo Moura que adiantado à meia direita, era substituído na lateral direita por Diego Renan, deixando Kleber na lateral esquerda. Os jovens da posição eram Guilherme Costa, vendido ao Rosário Central da Argentina logo no início da temporada, e Felipinho, recém promovido dos juniores que foi emprestado ao Paraná.

Na meia esquerda, Felipe foi o titular por quase todo ano, mas devido à algumas oscilações de desempenho, deu várias oportunidades aos recém chegados Tiago Neves, mas principalmente a D´alessandro que acabou assumindo a titularidade na posição no término da temporada. João Marcos perdeu espaço, entrando somente em uma partida durante toda a temporada.

Como meia ofensivo, o capitão e absoluto Juninho Pernambucano esteve em campo em quase todas as partidas e quando não esteve, o time claramente não rendia o suficiente, demonstrando a importância de sua imprescindível presença. Foi o responsável por várias jogadas de gol através de seus passes precisos que deixavam os atacantes em condições de marcar. Outra característica que ajudou muito foram as cobranças de falta do Reizinho: Quando aconteciam próximas à linha da grande área, eram certeza de gol! No início da temporada o jovem e habilidoso argentino Raúl Amado era o seu reserva, porém perdeu espaço pela inexperiência e falta de encaixe nos jogos em que foi escalado sendo emprestado ao Besiktas da Turquia com as chegadas de Tiago Neves e D´alessandro que revezaram-se hora na meia esquerda, hora mais próximos da área no lugar de Juninho.

No ataque, as contratações foram mais expressivas no início da temporada com as chegadas de Luis Fabiano e Fred. Inicialmente Lucio Menezes Jr. contava somente com Alecssandro pela direita, Fabian Bordagaray pela esquerda – podendo jogar na direita também já que era ambidestro – e Élton pela esquerda na reserva já que o Benfica de Portugal não quis negociar a permanência do “Ligeirinho” Éder Luis, destaque na temporada passada.

Os dois atacantes recém chegados vieram para serem titulares, pois faziam a dupla de ataque da Seleção Brasileira e até começaram bem, mas no decorrer do tempo fizeram a diretoria se questionar sobre o acerto em trazê-los para a Colina...

Luis Fabiano só permaneceu titular até o fim da temporada porque disputava posição com Alecssandro pela direita de ataque e suas características superavam a deste último. O Fabuloso atuou razoavelmente no Cariocão marcando 11 gols, foi bem no Campeonato Brasileiro sendo o quarto maior artilheiro com 18 gols, mas enfrentou uma grande crise pela Copa do Brasil onde marcou somente 02 gols e também pela Copa Libertadores marcando míseros 03 gols. Superou os seus limites nesta temporada somente pela intimidação que criava nos adversários, pela dedicação nas disputas de bola e pelas boas assistências para os outros companheiros marcarem.

Fred, pela esquerda, apesar da sua grande qualidade, enfrentou um jejum de gols interminável. Entrava como titular nos jogos, não conseguia transformar as chances em gols sendo superado quase sempre por Fabian Bordagaray na titularidade e o argentino não decepcionava fazendo balançar as redes dos adversários ao lado de Luis Fabiano.

Antes da chegada de Fred, na final da Copa dos Campeões do Brasil contra o Internacional de Porto Alegre, Fabian “Edmundo” Bordagaray já havia sido o herói do título marcando os dois gols da vitória, corroborando com o seu já conhecido “faro de gol” como na temporada 2009/2010.

No Campeonato Carioca, Fred até teve um início promissor na disputa por uma vaga no ataque, pois conseguiu oito gols contra cinco de Fabian Bordagaray em 15 rodadas da primeira fase, mas a partir daí não marcou mais e ainda presenciou as semifinais onde o atacante argentino marcou quatro vezes nos dois jogos contra o Botafogo e a final contra o Fluminense onde o Vasco saiu derrotado, mas com Bordagaray marcado duas outras vezes.

A dificuldade do atacante contratado junto ao Fluminense ficou notória no Brasileirão onde quem fez dupla titular com Luis Fabiano em quase todos os jogos foi Bordagaray. Incrivelmente, Fred só conseguiu marcar seu primeiro gol no campeonato brasileiro, já no segundo turno na 27ª rodada aos 45 minutos do segundo tempo da vitória por 3 x 0 contra o Bragantino – os outros dois foram marcados pelo “Fabuloso”! E isso melhorou um pouco seu desempenho nas 11 rodadas seguintes onde marcou em quatro partidas sete gols, destaques para os três gols na vitória por 4 x 1 contra o Palmeiras, dois na vitória por 3 x 1 sobre o Atlético Mineiro e o gol decisivo do empate por 1 x 1 com o Santos na última rodada que tirou o título do “Peixe”. Resumo: 08 gols no campeonato jogando 18 partidas...

Ao mesmo tempo em que enfrentava o jejum de gols no Brasileirão, jogando a Copa do Brasil, “Fredgol” passou por algo semelhante: Marcou um gol na primeira partida do confronto contra o fraco SINOP do Mato Grosso e foi reaparecer de novo somente em uma das partidas da terceira rodada onde marcou dois contra o Grêmio. Depois disso só balançou as redes no empate por 1 x 1 contra o Flamengo pelo jogo de volta nas semifinais – que eliminou o cruzmaltino! Ou seja, em 10 partidas disputadas na Copa Nacional o atacante da Seleção Brasileira fez somente 04 gols...

Na Copa Libertadores da América, Fred passou em branco em toda a primeira fase: 06 jogos e nada de gols, enquanto Fabian Bordagaray marcou cinco vezes. Nas oitavas de final contra o Corinthians, nada de Fred de novo e duas vezes “Edmundo” Bordagaray.

Nas quartas de final, depois de toda a trajetória na competição internacional, Fred finalmente desencantou: Foi decisivo, abrindo o placar no difícil jogo de volta do Vasco contra o Peñarol em Montevidéu e ajudou na classificação para a próxima fase.

Daí, novamente o ostracismo vendo apoteóticas atuações de Luis Fabiano nos dois jogos da semifinal contra o Huracan da Argentina onde o “Fabuloso” marcou três vezes e novamente observou de perto seu “reserva” Fabian Bordagaray dar a vitória ao Vasco com um gol único no primeiro jogo da final contra o San Lorenzo da Argentina.

A temporada de Fred só foi salva e digna de foto no Hall da Fama em São Januário, porque foram dele os dois gols no segundo jogo da final: Um abrindo o placar e o outro, derradeiro, aos 40 minutos do segundo tempo empatando a partida em 2 x 2 – O San Lorenzo vencia por 2 x 1 e estava levando o caneco pela vitória parcial e os gols na casa do adversário! O resultado deu o bicampeonato das Américas ao Gigante da Colina e por conta disso, o atacante figurou no ataque titular ao final da temporada.

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 21:49

2.1.1. – ANÁLISE FINAL DOS JUNIORES 2010/2011


Com a busca por novos talentos citada nas análises preliminares da temporada 2010/2011 já melhor apurada, o gerente e técnico Lucio Menezes Jr. conquistou os campeonatos brasileiros das categorias de base nas idades 17/18 e 15/16 anos da temporada, o que dava ao clube um futuro promissor através dos seus juniores, com destaques para os goleiros César e Uilson, os zagueiros Leonardo Mesquita, Josué e Marquinhos, o ala direita Roger e o ala esquerda Emerson Santos, os volantes Miguel Leão e Hernani, os meias Bruno Sabiá e Wellington Melo e os atacantes Rafinha e Léo.


JUNIORES (17/18 ANOS)






JUNIORES (15/16 ANOS)






JUNIORES (13/14 ANOS)






JUNIORES (11/12 ANOS)




_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 22:00

2.2. – O HALL DA FAMA 2010/2011














Somente uma adição a seção de heróis da Colina na temporada:

Fred, o Fredgol, Jogador da Seleção Brasileira que apesar de ter passado por muitas dificuldades na sua posição de atacante durante o ano, fez os dois gols decisivos no último jogo da final da Copa Libertadores da América propiciando o bicampeonato da competição ao Vasco e a classificação para o Mundial de Clubes FIFA na próxima temporada. Ao término das festividades pela conquista, Lucio Menezes Jr., com o aval do Presidente Roberto Dinamite o recomendou para elencar a galeria dos memoráveis jogadores do Vasco da Gama.



Última edição por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 22:51, editado 2 vez(es)

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 22:44

2.3. PENDURARAM AS CHUTEIRAS!





* Relação dos jogadores que deixaram o futebol e os clubes pelo qual jogavam ao se aposentarem nas Séries A e B do Brasileirão.




TEMPORADA 2009/2010








- DESTAQUES:


* O goleiro "Pato" Abbondanzieri

* O goleiro Harley que fez carreira pelo Goiás E.C.

* O atacante Euller, o "Filho do Vento"




TEMPORADA 2010/2011









- DESTAQUES:


* O atacante Liédson, o "Levezinho"

* O volante pentacampeão do mundo em 2002 Gilberto Silva, o "Muro Invisível"

* O atacante Emerson, o "Sheik"

* O atacante Araújo, o "Samurai"

* O volante Túlio com passagem notória pelo Botafogo F.R.

* O atacante Júnior, o "Diabo Loiro"

* O meio-campista pentacampeão do mundo em 2002 Ricardinho

* O meio-campista Paulo Baier que fez história no Atlético Paranaense

* O lateral e meia esquerda Athirson que ganhou notoriedade pelo C. R. Flamengo

* O meio-campista Romerito de história no Goiás E.C. e Sport Recife

* O meia-ofensivo Sávio que foi revelado pelo Flamengo na década de 1990. Também fez sucesso no futebol espanhol, aonde atuou pelo Real Madrid, Real Zaragoza, Real Sociedad e Levante.

* O atacante Iarley que fez história atuando pelo Boca Juniors da Argentina (sendo campeão do mundo de clubes em 2003), pelo Goiás E.C. e pelo S.C. Internacional (sendo campeão do mundo de clubes pelo colorado em 2005)

* O atacante Leandro Amaral que teve boa atuação quando jogou no Vasco da Gama entre 2006 e 2008.

* O atacante Dodô, o "Artilheiro dos gols bonitos"

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 23:08

2.4. RESUMO DAS COMPETIÇÕES 2010/2011









_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sex 13 Jan 2012, 23:27

2.5. – EVOLUÇÃO TÉCNICA 2010/2011





FIM DOS TRABALHOS NA TEMPORADA 2010/2011.




A TORCIDA VASCAÍNA SEGUE RUMO AO MUNDIAL DE CLUBES FIFA!



JAPÃO 2011/2012





_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por AfonsoFisio em Sab 14 Jan 2012, 00:11

Parabens pela belissima carreira e pelo titulo na Libertadores!!!

_________________

avatar
AfonsoFisio
Administrador
Administrador

Mensagens : 4574
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 41
Localização : Barbacena-MG

http://www.fifamanagerbrasil.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por lukbm em Sab 14 Jan 2012, 08:08

AfonsoFisio escreveu:Parabens pela belissima carreira e pelo titulo na Libertadores!!!


Obrigado, amigo e irmão Afonso! Saudades de ti, meu camarada...


Quando der, apareça!


Abraço...

_________________

avatar
lukbm
Administrador
Administrador

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/10/2009
Idade : 40
Localização : Niterói

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: O GIGANTE DA COLINA – DO REAL AO VIRTUAL, O VASCO DA GAMA MONUMENTAL

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum